Próxima Edição do Papo no Sofá!

SOFA-09-11-17

No sábado dia 09/12/2017 teremos a próxima edição do nosso programa “Papo no Sofá”. Um programa interativo, transmitido online, com a participação e interação tanto para os presentes como pela internet. Nesta edição você poderá nos ajudar a escolher o tema.  Segue o link de uma enquete, acesse e escolha o tema em 30 segundos! Depois participe  online assistindo ao vivo na página do Facebook da Igreja ou pessoalmente na Igreja Presbiteriana Vila Alpes – Rua Domingos T. Mendonça, 1121 Vila Alpes – São Carlos.

ESCOLHA O TEMA NA ENQUETE 

Anúncios

Esboço de um breve discurso aos formandos do Exército Brasileiro

tg
A convite do Exército Brasileiro, o pastor Edgard esteve falando aos jovens formandos no dia 24/11/2017

“A sorte é quando a preparação encontra a oportunidade” Dwight Eisenhower

Depois de quase um ano de serviço, hoje vai ser o último dia com esta farda. Servir no Exército é uma forma que a nação tem de preparar jovens combatentes para uma possível batalha, que muito provavelmente nunca acontecerá, assim esperamos. Mas certamente é uma forma de preparar jovens combatentes para a “batalha da vida”. Ainda que, como disse Rui Barbosa: “O Exército pode passar cem anos sem ser usado, mas não pode passar um minuto sem estar preparado.”

Na batalha da vida, vocês terão muitos desafios pela frente: Estudar, se formar, seguir uma vocação, arranjar um emprego, formar uma família, sobreviver neste mundo cada vez mais violento, com todos os seus valores invertidos, um mundo sem misericórdia e entregue a corrupção. Como disse Eisenhower, a sorte só acontece quando vocês estiverem preparados para as oportunidades que surgirem. Por isso, preparem-se, pois quando a oportunidade aparecer estarão aptos para agarrá-la!

Para o sucesso nesta batalha da vida, vocês precisarão de oração e trabalho! Sirvo-me do discurso de Rui Barbosa “Oração aos Moços” proferida aos formandos de 1920 na Faculdade de Direito do Largo São Francisco – USP.

Oração e trabalho são os recursos mais poderosos na criação moral do homem. A oração é o íntimo sublimar−se d’alma pelo contacto com Deus. O trabalho é o inteirar, o desenvolver, o apurar das energias do corpo e do espírito, mediante a ação contínua de cada um sobre si mesmo e sobre o mundo onde labutamos. O indivíduo que trabalha, acerca−se continuamente do autor de todas as coisas, tomando na sua obra uma parte, de que depende também a dele. O criador começa, e a criatura acaba, a criação de si própria. Quem quer, pois, que trabalhe, está em oração ao Senhor. Oração pelos atos, ela emparelha com a oração pelo culto. Nem pode ser que uma ande verdadeiramente sem a outra. Não é trabalho digno de tal nome o do mau; porque a malícia do trabalhador o conta− mina. Não é oração aceitável a do ocioso; porque a ociosidade a dessagra. Mas, quando o trabalho se junta à oração, e a oração com o trabalho, a segunda criação do homem, a criação do homem pelo homem, semelha às vezes, em maravilhas, à criação do homem pelo divino Criador.”

Nesta batalha da vida, vocês irão precisar de oração e trabalho, muita garra e determinação para vencer, mas no afã de vencer a batalha da vida muitos se perderam, por isso nunca se esqueçam do autocontrole e do domínio próprio. Para isso guardem este provérbio do sábio Salomão:

“Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o espírito do que conquistar uma cidade” (Provérbios 16:32)

Duas palavras destacam-se neste verso: Paciência e Controle. PACIÊNCIA: pressupõe persistência, perseverança, fé. CONTROLE: É uma das grandes virtudes, pois pressupõe domínio próprio, autocontrole, mansidão (mansidão não é fraqueza, mas controle da força). A pior derrota é quando perdemos para nós mesmos por falta de paciência e autocontrole!

Por fim, nesta batalha da vida, quando você for abatido e pensar em desistir, quando você não tiver mais forças para continuar, você vai precisar de humildade, pois ela será necessária para pedir ajuda, levantar e continuar novamente. Digo humildade no sentido oposto ao orgulho ignorante. Humildade nos capacita a pedir ajuda para os colegas, pais, mestres, para quem tem mais experiência, mas principalmente para Deus que sempre nos oferece ajuda. Jesus disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28-30)

23843070_999853776820713_8261471374493397569_n
Rev. Edgard Casolli Neto e Subtenente Fernandes

A ESPIRITUALIDADE E O CUIDADO COM OS ANIMAIS

A-humanização-do-comportamento-dos-animais-domésticos3.pngA “humanização dos animais” é uma tendencia atual, o que não é bom nem para o próprio animal, dirá para os humanos. Tira a identidade do animal, a liderança e autoridade do homem sobre ele, o que o faria se sentir cuidado e protegido.
Em São Paulo, por exemplo, desde 2004 já há mais Pet shops do que farmácias, nada contra o Pet shop, mas isso mostra o desequilíbrio que vivemos. O resultado está aí diante de todos, pois no tempo das vacas gordas do brasileiro o comércio de animais cresceu descontroladamente, (já somos o 4o país em número de animais domésticos e o 2o em número de cães) mas com a crise eles passaram a ser abandonados, (o aumento foi de 70%) e hoje são cerca de 30 milhões nas ruas do país, e vai aumentar. Este é o resultado do desequilíbrio: o descarte e maus tratos com os animais. De quase humanos, hoje tornaram-se menos do que animais!
Tudo no seu devido lugar. Igualar a vida animal com a vida humana é um erro grosseiro que no fim prejudicou o próprio animal. O homem é a única criatura feita à imagem de Deus e seu valor reside nisso. Devemos, no entanto, respeitar e cuidar do restante da criação.
Os primeiros humanos na terra foram incumbidos de cuidar dos animais e até de dar nomes a eles. No dilúvio, “Deus lembrou-se de Noé e de todos os animais selvagens e rebanhos domésticos que estavam com ele na arca…” (Gênesis 8:1).
A Bíblia é repleta de exortações a respeito dos animais:
  • “Se você vir o jumento de alguém que o odeia caído sob o peso de sua carga, não o abandone, procure ajudá-lo” (Êxodo 23:5).
  • “Observem os corvos: não semeiam nem colhem, não têm armazéns nem celeiros; contudo, Deus os alimenta” (Lucas 12:24) e
  • “os leõezinhos rugem pela presa e buscam de Deus o sustento” (Salmo 104:21).

Por fim, nossa espiritualidade se revela no cuidado com os animais, nem “quase-humanos” e nem “sub-animais”, como lemos:

  • “O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel”.(Provérbios 12:10)

Adore a Deus, ame as pessoas e

respeite os animais, como animais!

Veja as consequências de se humanizar os animais em um site sobre animais. Não é pecado colocar fita no animal, um tecido para aquecer no frio… não é isso. É uma mentalidade crescente que prejudica o animal. Veja este artigo: https://meusanimais.com.br/as-consequencias-humanizar-os-animais-estimacao/#

A maior luta do mundo

19260317_917693575036734_3809767454044979367_n

Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva. (Gênesis 32:30)

A maior luta do mundo ocorre quando o homem luta com Deus. Nesta passagem Jacó havia acabado de lutar com Deus. Uma causa muito específica estava em jogo, mas quando a luta terminou, sua alma foi salva e ele percebeu que esteve face a face com Deus.

Hoje, o homem ainda luta com Deus quando é confrontado em seu coração. Podemos fugir da face de Deus durante toda uma vida, resistir temporariamente ao Seu chamado, nos esconder em meio a roda viva do dia a dia, nos entorpecer e fugir da realidade… No entanto, mais cedo ou mais tarde seremos confrontados com o inevitável. Deus é uma realidade inegável e todos teremos que comparecer perante Ele.

Não fuja, mas se renda o mais cedo possível a esta graça irresistível antes que seja tarde de mais, e descobrirá um Pai amoroso e pronto para nos perdoar e nos aceitar. Veja a Deus face a face e sua alma será salva!